Com bicicleta rosa, Contador vence Giro D’Itália pela 2ª vez

Share

Milão – No tradicionalíssimo Giro D’Itália, o primeiro colocado da classificação geral tem direito a usar a imponente camiseta cor de rosa. Neste domingo, com o título praticamente garantido, o espanhol Alberto Contador quis mais. Participou da última das 21 etapas da prova, entre Turim e Milão, com uma bicicleta cor de rosa. Seus companheiros de equipe na Tinkoff-Saxo também levaram a cor na tornozeleira, no número e no guidão.

Ao conquistar o segundo título da carreira no Giro – uma das três maiores voltas ciclísticas do mundo -, Contador festejou com o russo Oleg Tinkov, dono da equipe, e que estava com os cabelos convenientemente pintados de cor de rosa.

Afinal, não havia margem para o azar. Na penúltima etapa do Giro, Contador viu o italiano Fabio Aru, da Astana, diminuir quase pela metade a distância que o separava do líder. Mesmo assim, o espanhol chegou à especial deste domingo, de apenas 178 quilômetros, com quase 2 minutos de vantagem.

Nas ‘Grandes Voltas’, como o Giro, é usual que a última etapa seja quase que festiva. Curta e sem grandes desafio, não permite grandes “fugas” – uma equipe inteira trabalha para evitar isso. Contador fez todo o percurso ao lado dos companheiros de equipe, viu Aru completar em segundo, e comemorou o título com 1 minutos e 53 segundos de vantagem, depois de 88 horas e 22 minutos de estrada. Mikel Landa, também da Astana, fechou o Giro em terceiro.

O primeiro título de Contador na prova italiana foi conquistado em 2008. O espanhol agora vai buscar a conquista dupla do Giro e da Volta da França, fato que não ocorre desde 1998, com Marco Pantani.

Na Volta da França, Contador encontrará uma disputa mais complicada, já que seu principal adversário, o colombiano Nairo Quintana, campeão do Giro em 2014, decidiu pular a competição na Itália para se concentrar totalmente na prova francesa.

Share